sábado, 14 de abril de 2012

Algumas palavras são cartas guardadas na gaveta, sem endereçamento, sem selo, sem lacre. Sentimentos que eu quis dizer, mas não quis que ouvissem. Uma parte escondida de mim, recheada de paixão, raiva, frustração e desejo pelos quais nunca quis lutar.

Algumas palavras são o silêncio que ninguém questionou, guardado em alguma caixa de minha estante.

Um comentário:

Leonildo Cerqueira disse...

Muito bonito!
Mas estas palavras, que são o silêncio que ninguém questionou, ainda um dia passarão a te inquietar e é você mesma quem se questionará. Então, nesse dia, você tirará as cartas da gaveta, lhes endereçará, dar-lhes-á selos e lacres e quererá que algum destinatário em algum lugar, ao receber tais cartas, te ouça as paixões, as raivas, as frustrações e os desejos. São aquilo por que então você quererá lutar!

Abraço!

Histórico


as primeiras ideias...